top of page

Trecena TOJ

Oferencendo e recebendo generosidade



Reconhecer seus dons de nascimento e alimentá-los para que se tornem a plataforma para um serviço generoso à comunidade define o tom para os próximos treze dias. A natureza nos ensina que a norma é dar ou entregar voluntariamente o que você produz. Cada coisa e criatura acumula uma série de virtudes. Deles surge algum tipo de fruto ou ação que é aproveitado por algum beneficiário.


A verdade é que nenhum ecossistema funciona se um dos elementos que o compõem deixa de fazer o seu trabalho. É aqui que entra o conceito maia de "dar" e "receber", bem como "dívida" e "pagamento". Quando você não coloca os dons recebidos a serviço dos outros, você gera um bloqueio no processo sistêmico de dar e receber. Você se torna devedor do todo.


A dívida é a base da sociedade moderna. A grande maioria não reconhece o potencial que o espírito, a natureza e os ancestrais lhes deram. E se alguém os conhece, não os desenvolve. Ele gasta o que há de mais precioso de seu tempo e energia em atividades voltadas para a obtenção de um salário, ou seja, para a pura sobrevivência.


É hora de você perceber o quanto você vale. Ative suas virtudes inatas, alimente cada uma delas e sirva ao mundo em algo que nasce de sua alma. Faça com que as pessoas da sua comunidade realmente se beneficiem de suas ações. Este é o verdadeiro significado de se doar: quanto mais você compartilha o que produz, melhor sai, mais você gosta e mais se beneficia. Não gere dívidas com a vida. Opte pelo serviço generoso.


Ensinamentos da Asociación Kab’awil España passados em espanhol pelo Ajq’ij Juan Carlos Romera (JCR), iniciado por Tata Otto Orellana Acajabón, membro do Consejo de Ancianos Mayas de Guatemala.


Clique aqui para doação para o projeto que apoiamos na Guatemala. Quando sentir faça sua contribuição.









Comments


bottom of page