top of page

Trecena AJMAQ

Reconhecer os erros é o primeiro passo para a evolução



Errar faz parte da dinâmica evolutiva. Você é um ser humano em construção. Você não pode exigir perfeição. Você não está "acabado". Todos nós sentimos alguma insatisfação e um desejo de viver plenamente. Não é verdade que você se sente incompleto? Por outro lado, você deve considerar que muito do que faltava no passado agora está completamente integrado. Você evoluiu.


O gerenciamento de erros é de grande importância no processo. Consiste em aceitar os "erros", tomando consciência de como corrigir, agir de acordo e melhorar. A aplicação desta fórmula nos permite ir mais longe no desenvolvimento de nossas potencialidades. Qualquer interferência em qualquer uma das fases resulta em algum tipo de bloqueio que nos fará “tropeçar na mesma pedra”.


Se você não admitir o erro, o mecanismo que o ativa se tornará automático e inconsciente. Talvez outros percebam suas deficiências. Mas você vai olhar para o outro lado enquanto os efeitos desastrosos continuam a se espalhar incontrolavelmente. Ou talvez você perceba o erro, mas sem se aprofundar o suficiente em suas causas. Você lutará contra suas consequências e fracassará por não ver sua origem.


Será apenas por meio da aceitação total e da plena consciência, o que inclui admitir humildemente sua parte em quaisquer erros da vida que você poderá fazer qualquer coisa para consertar as coisas. E, de fato, você tem que agir de acordo. O bebê cai e se levanta novamente empurrado por uma força que o leva a evoluir. É o impulso para o prazer e a satisfação que o motivará a ir além de suas ilusões.


O erro gera alguma medida de sofrimento. Depois de aceitá-lo, o próximo passo é gentilmente se esforçar para corrigi-lo. E é assim que você chega à superação. Trabalharemos neste processo durante os treze dias que começam hoje. Comece analisando seus erros e escolha aquele que mais te machuca. Seja sincero, aceite e terá dado o primeiro passo na direção certa.


Ensinamentos da Asociación Kab’awil España passados em espanhol pelo Ajq’ij Juan Carlos Romera (JCR), iniciado por Tata Otto Orellana Acajabón, membro do Consejo de Ancianos Mayas de Guatemala.


Clique aqui para doação para o projeto que apoiamos na Guatemala. Quando sentir faça sua contribuição.









Comentarios


bottom of page